quinta-feira, março 26, 2009

É que se calhar ..

"Ai e mai num sei quê."
Ai? E mai num sei o quê?
Porquê?
Se pensas que é com um "ai e mai num sei o quê" que resolves alguma coisa, é melhor esperares sentado. Sim, sentadinho. E de preferência numa boa cadeira, para não ficares com o rabo quadrado.
Ou achas mesmo que com o teu "ai e mai num sei o quê" que resolves as atrocidades que por ai vez?
É que estou-te mesmo a ver a gritar: "Ai e mai num sei o quê" e os hospitais passam a ter as condições mínimas para tratar os pacientes. Dá-lhes uma epifania, aos tachistas do ministério da saúde e de repente começam a agir humanamente. É? Ou quando vez um palerma no transito a limpar o vidro do carro com jornais e a atirá-los para o chão. Dizes: " Ai e mai num sei o quê" e acende-se uma luzinha na cabeça desse palerma, ele anda dois passos e deita no contentor. É? Vês um energumeno a bater numa criança, voltas a berrar: "Ai e mai num sei o quê" e ele para e não volta a repetir. Também é?

No fundo, todos dizem: "Ai e mai num sei o quê" à espera que tudo se resolva.
"Fazer alguma coisa? Hei pá! Não vale a pena. É só chatices e não dá em nada.".

Pensam todos assim e o planeta gira, os pássaros cantam e o país vai girando, também, para um buraco que não vai interessar a ninguém ter o trabalho de lá tirá-lo.

Deixemo-nos dos "Ai e mai num sei o quê".

6 comentários:

Andreia Vilhena disse...

Também acho!
Deixemo-nos de "ai num sei quê"!
Passemos antes ao "ui como isto anda", ao "isto tá bonito tá", ao "isto qualquer dia"!
Sejamos ousados, soltemos um "era dar-lhes duas lostras" de quando em vez!


...fui.

Bill Falcão disse...

Mais difícil ainda vai ser sair do buraco, Bernardo!
Aquele abraço!

cassamia disse...

... o pior é quando se tenta e a maré fica tão fodida de repente que olha, ou se vão as forças ou se vai a capacidade, sei lá... mas que tento, ai isso tento!

Luana disse...

Pois´isto vai de mal a pior "Ou nuum sei quê"!Aviamos de dar uma cossa no governo :!

luatriste disse...

Pois é,se isto continuar assim,um dia destes ainda vamos andar todos de cuaoléu!
Já tou farta de ouvir "isto tá bonito tá",deviamos era todos fazer greve de fome ou greve de sede ou sei lá quê,mas deviamos fazer qualquer coisa,mas estamos sempre á espera que sejam os outros a fazer e limitamo-nos a esperar que haja um milagre!
Quem sabe agora na páscoa!
Beijo.

Miriamdomar disse...

É que se calhar" um mai num sei quê" ,dá muito jeito ,a muita gente!
Toda a gente fala"um mai num sei quê",no dia a dia , na politica, nos tribunais, nos hospitais !
E eu de tanto ouvir ,já não sei se virou moda ou epidemia!
Cada vez me interrogo mais:
O país gira?
O país já não está num buraco?
Até já dizem que eu sonho,penso e falo demais!:(
Bjs