segunda-feira, março 09, 2009

BOTA SENTIDO


Às vezes apetece parar.

Apetece ir para um lugar bem distante para reflectir sobre tudo.

Nunca é possível fazermos o que realmente queremos?

Estaremos sempre dependentes de alguma coisa? Dinheiro, aprovações e eu sei lá?

Quando é que alguém se sente, mesmo livre?

Será que a liberdade existe mesmo?

Não quero ofender ninguém. Falo numa liberdade diferente da LIBERDADE que usufruo e que prezo muito.

Mas..gaita! Porque é que tem que ser tudo tão direitinho, tão apromadinho, tão cheio de protocolinhos? Porquê?

Já repararam que cada vez menos fazemos o que nos dá prazer?

E porquê?

Porque temos imposições.

Somos condicionados por milhares de coisas.

Formamos rotinas dentro da rotina e raramente nos permitimos a quebrá-la, porque isto ou aquilo pode acontecer e até mesmo fazer ruir tudo, como se de um castelo feito de cartas se tratasse e o facto de se mexer numa, das cartas, o castelo cai.

A vida não pode ser assim.

Uma vida assim é uma prisão.

Presos a isto, aquilo e a mais não sei o quê.

A prisão ganha proporções maiores quando não nos identificamos com o nosso trabalho.

É rara a pessoa que consegue trabalhar no que gosta. Uns levam numa boa, porque o que interessa é o dinheiro no fim do mês na conta e acabam por cumprir mais ou menos as suas funções. Outros não levam numa boa e passam o tempo, angustiados, a sonhar com o dia em que vão trabalhar em algo que lhes dará gozo e por consequência proporcionar um melhor serviço à entidade para quem trabalham, ou para eles mesmos se trabalharem por conta própria.

O que é que uma pessoa, que lutou quatro anos para que o seu negócio desse frutos e quase não teve férias, faz quando fecha o negócio? Resigna-se e anda para a frente. Custa? Muito. Que fazer? Andar para a frente. O trabalho que o espera é o que gostaria de ter? Não. Jamais. E então? Paciência. Nada a fazer. Trabalhar nisso e levar a vida.

Mas..e se essa pessoa não gosta de “levar” a vida, o que faz? Não sei.

Se essa pessoa gosta de ter uma vida e não uma vida levada, que faz? Não sei.

Ora..humm..

YA!


17 comentários:

tronxa disse...

como eu te entendo, bernardo...

embora nao me possa queixar, ate agora desse mal...

mas a verdade é que, cada vez mais, vejo esse fantasma a aproximar-se... e ainda estou em maior desvantagem k tu, devido á idade...

enfim... um dia de cada x!!

nao sou de chorar de vespera!

boa sorte amanha!!

bjnhsssss

Andreia Vilhena disse...

O menino anda triste? Pois anda.
Não pense nos problemas, venha cá à menina que a menina resolve :)

Bjo

tronxa disse...

ehehehehe andreia!!

dá la uma maozinha ao "menino"!! eheheheheheh

ou mesmo duas!

bjnhsss

minda Gonçalves disse...

Portugal é um país de deprimidos! Uns porque não têm trabalho,outros porque o que têm não lhes agrada!O dinheiro está em vias de extinção!
O que fazer?
Viver um dia de cada vez e ter esperânça de que o próximo seja sempre melhor um bocadinho!Mas tens razão,nós somos prisioneiros da nossa própria vida!
Não desanimes!Abraço.

António Sabão disse...

Pois é Bernardo! Isto é tudo uma merda, não é?

Abraço! Melhores dia Virão! Pra já vem o Verão!

Alexandre disse...

É verdade.
A vida é assim infelizmente.
Se calhar não existe mesmo paz neste mundo. Nunca temos realmente a consciência tranquila e descansada. Há sempre algo que nos pressiona.
E é verdade, isso do trabalho. Hoje em dia ninguém trabalha por interesse, por gosto.
Só porque precisam mesmo ganhar aquele ordenado ao final do mês.
Está assim Portugal.
Abc

Bill Falcão disse...

Essa é mesmo uma situação que atinge muitas pessoas, Bernardo!
Também passo por isso. Trabalhar só pra pagar as contas! É mesmo chato!
Grande abraço!!

Miriamdomar disse...

Adorei o teu texto , cheio de verdades!
Eu também sinto isso, muitas vezes !
Ás vezes pior,como se estivesse numa jaula!
Mas bota nessa cabeça que tu tens a liberdade de viver , de trabalhar,de falares o que pensas , de seres quem és, de amar, de levar a vida que podes levar ! Para atingires um objectivo, o de teres o essencial, para seres feliz!
C`est la vie en rose!;))
Bjs

cassamia disse...

bolas!!!
fizeste-me ficar a olhar para o ecran... pensei tantas vezes isso. já tive tantas profissões nessa busca... e sempre caía aqui onde tu caiste : Se essa pessoa gosta de ter uma vida e não uma vida levada, que faz?

compreendo-te tão bem.
e dentro de um ano estarei nesse ponto novamente e nem quero imaginar...

é uma puta de uma pergunta!

Bernardo Moura disse...

Amiga Tronxa,
é verdade.
Um dia de cada vez.

Bj

Bernardo Moura disse...

Darling,
a menina resolve? Então venha ao menino resolver!

:)

Bjs

AMO-TE!

Bernardo Moura disse...

Amiga Minda,
claro que não! Desanimar, não. :)

Obrigado pelas simpáticas palavras.

Bjs

Bernardo Moura disse...

Amigo Sabão,
não. Não é tudo uma merda.

Claro que há dias menos bons, mas há que vive-los.

E é verdade, não tarda muito tá ai o Verão, que BÃO!

Ab

Bernardo Moura disse...

Amigo Alexandre,
a vida está complicada, sim. Mas cabe-nos a nós descomplica-la.

Ab

Bernardo Moura disse...

Amigo Bill Falcão,
pois é.
Mas que fazer? De momento agarrar o que se tem, não é?

Ab

Bernardo Moura disse...

Amiga Miriam,
"C`est la vie en rose!;))"

É verdade!

:)

Bjs

Bernardo Moura disse...

Amiga Cassamia,
é daquelas questões que.. enfim..

Bjs