quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Debate sobre interesses

ANNIE LENNOX - "WHY" (live at "LIVE8" London)

Os carteis de droga são aos milhares por todo o mundo e especialmente na América do sul.
É feito um tráfico brutal por dia de narcóticos pelo mundo inteiro. Milhares entram nos bolsos dos traficantes de uma forma gigantesca todos os dias. É um negócio diabólico, mas será o único?
Será que algumas indústrias farmacêuticas também não o são? Não tenho nada em que me baseie. Mas custa-me a crer que não tenham sido feitas descobertas de fármacos que possam curar doenças como o HIV-SIDA. Pois penso que existe um grande interesse em manter os portadores desta maldita doença com as medicações que os vai mantendo vivos e que custam fortunas.
Outros exemplos poderiam ser dados com outras doenças, mas quis-me focar nesta.

Gostaria de saber por onde anda uma senhora que reside ou residia na África do Sul de nacionalidade portuguesa, que veio ao mundo dizer que tinha descoberto a cura para o HIV-SIDA.

Porque se terá calado esta senhora?

5 comentários:

Bernardo Moura disse...

Porque será que fizeram e ainda fazem tanto alarido em relação à "Gripe das Aves"(H5N1)?
Será para esgotar o stock de um medicamento?
E quem será que tem interesse na venda desse medicamento?
Humm?

lino disse...

Já correu na internete um alerta sobre quem beneficiava com o alarme acerca do H5N1. Creio que era alguém próximo do seu "amigo" de estimação, mas não consegui verificar a veracidade, na altura, e agora já se me varreu. Quanto à portuguesa da África do Sul, julgo que era tudo treta. Há muita investigação a decorrer para encontrar uma vacina, quer a nível de farmacêuticas quer financiada por entidades independentes. Não me parece que alguém esteja a esconder algo. Como diz uma cientista lá de casa, a tentativa de descobrir uma vacina para o HIV já arruinou a carreira de muitos investigadores nos últimos 20 anos.

js disse...

..é o mundo em que vivemos! ... o mal de uns é a felicidade de outros ...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt

Bernardo Moura disse...

O problema reside aí e tem que acabar.

Bernardo Moura disse...

Caro Lino,
Eu sei as respostas para as minhas perguntas. Quero é com estas perguntas "fazer as pessoas falar", um termo mau. Gostaria que quem viessem a comentar abrisse as "portas", para então podermos dialogar.
Abraço