segunda-feira, fevereiro 26, 2007

Dado como morto duas vezes e está vivo!



"Troca de identidade só foi descoberta na hora do funeral"
"João Silva, coveiro da freguesia, ficou atónito "Nunca, em 22 anos, me aconteceu uma coisa destas"
"Uma família de Vieira de Leiria, concelho da Marinha Grande, passou ontem por uma situação, no mínimo, insólita. Na véspera, recebera da parte do Hospital de Leiria a informação de que o seu familiar, que ali se encontrava internado, tinha falecido. Foi preparado o funeral e, ontem de manhã, quando a urna com o cadáver chegou e se iniciava a cerimónia fúnebre, os familiares constataram que o falecido era uma pessoa desconhecida. Albano Pedrosa estava, afinal, vivo, mas, devido a uma troca de camas, encontrava-se internado e identificado com o nome de outra pessoa. O Hospital de Leiria já assumiu o erro."
Mas que desastre de organização.
Este país está cada vez mais desorganizado.
Como é que pode acontecer semelhante coisa?
Está tudo louco?
Está-se toda a gente a marimbar para os sentimentos das pessoas?
Já imaginaram o que esta família passou?
Telefonaram do hospital às 9:30 a.m. a informar a esposa que o marido tinha falecido, às 10:00 a.m. telefonaram a desmentir e às 10:30 a.m. telefonaram novamente a dizer que o senhor tinha falecido.
De certeza que o hospital vai levar com um valente processo em cima e é muito bem feito.

3 comentários:

Tongzhi disse...

Incrível!!!

GMaciel disse...

Bernardo, a política de desresponsabilização que tem grassado neste país, só podia degenerar em episódios rocambolescos como este.
:(

Bernardo Moura disse...

É triste.