quinta-feira, fevereiro 19, 2009

A IMPRESSIONANTE FORÇA DA ÁGUA

video

11 comentários:

Andreia Vilhena disse...

Este vídeo também podia chamar-se "A Impressionante Fraqueza Do Piche"...


Bjo

Andreia Vilhena disse...

P.S.: Já repararam que o uso da palavra PICHE caiu em desuso?

PORQUÊ????

Armindo Guimarães disse...

É de facto impressionante o que a força da água pode fazer, melhor dizendo, desfazer.

Quanto à expressão "piche" aplicada pela Andreia, eu sou um dos que ainda diz piche. Porém, quando li o primeiro comentário fiquei surpreendido pelo facto da Andreia ter aplicado o termo "piche" em vez de alcatrão como mais se usa dizer. Por isso, logo pensei para os meus botões: "Olha, vê-se mesmo que a Andreia é do Norte, carago! Ainda diz piche como eu!" eheheheh

Mas depois li o segundo comentário e então vi que a ideia da Andreia foi chamar a atenção para o desuso da expressão.

Curioso como muitas das expressões que usavamos vão sendo substituídas por outras...

Abraços

tronxa disse...

tb se opde chamar a este video a impressionante ignorância dos engenheiros de estradas... se tivessem poupado menos na conduta de agua, ou tivessem feito uma ponte de jeito... talvez o piche(!! nao conhecia essa palavra!!) se tivesse aguentado!

mas o mais certo é terem reconstruido a estrada com uma conduta do mesmo calibre!!

bjnhsss

Bernardo Moura disse...

Amigo Armindo,
e os que dizem "ESPICHE"? Também os há! Mais para o interior norte.

Abraços

Bernardo Moura disse...

Amiga Tronxa,
não duvides que voltaram a fazer a mesma asneira.
Chamar "piche" ao alcatrão era comum no norte e mais para o interior ainda há quem chame "espiche".

eheh

Bjs

Diabba disse...

Andreia,
eu uso "piche", mas ng me percebe! Pior, olham-me com malícia nos olhos e riem-se.... pfff a malícia fica-lhe bem, agora o riso...

Diabba disse...

E quanto ao video... não era eu que ficava ali a filmar... (em caguinchas mode)

enxofre

Bernardo Moura disse...

Nem eu!

Chiça!

Luana disse...

È muito impressionante!Bernardo!Bjo

Bernardo Moura disse...

Pois é Luana!