quinta-feira, março 29, 2007

Muito preocupante



Na revista “Visão” desta semana vem um artigo que me deixou muito preocupado.
O nome do artigo é “Geração Sextasy”.
Neste artigo estão relatos bastante graves de jovens com idades entre os 17 e 18 anos que misturam ecstasy, cocaína, álcool e viagra para terem relações sexuais durante 36 horas sem parar com várias pessoas e sem qualquer tipo de protecção.
A equipa da “Visão” que fez esta investigação encontrou, também casos de miúdos com 12 e 13 anos que tomam 11 pastilhas de ecstasy por noite e muitas outras barbaridades. Uma de muitas é baptizada de “martelo na testa” que se liga muito ao “Sextasy”.
Estes fenómenos estão a ganhar um taxa enorme de consumidores. É gravíssimo.
Vários médicos da área da psiquiatria estão a tentar combater estes fenómenos, mas em muitos, muitos casos é tarde demais. São misturas de tal forma “explosivas” que quem as faz acaba por falecer rapidamente.
Li este artigo após ter visitado o blog “Cá entre nós” onde está um “post” a sugerir a sua leitura. Gostaria de agradecer a “CF” pela sugestão, obrigado!

4 comentários:

CF disse...

É de facto um assunto muito preocupante. Não passei há muito tempo pelos 17, 18 anos e custa-me a crer na velocidade vertiginosa com que estes adolescentes de hoje vivem. Querem fazer de tudo, experimentar de tudo, sem pensar nas consequências... Já não se escondem para fumar um cigarro ou beber uma cerveja, os comportamente tidos como proíbidos na minha altura. Agora consomem drogas pesadas, iniciam a vida sexual de forma precoce e desprotegida. E isto tudo num mundo onde a informação é cada vez maior. Faz qualquer um pensar no rumo que as coisas estão a tomar. Chega a ser assustador...

Obrigada pelo post. :)

Bernardo Moura disse...

Cara CF,
É mesmo assustador.Sinceramente não sei que futuro terá esta nova geração. Vão ser o quê? Uma cambada de mendigos a pedir nas ruas para a dose diária? Ou será que lá chegam, com as misturas "explosivas" que fazem e com as doenças que podem contrair?
É mesmo,mesmo muito assustador.
Não tem nada que agradecer o post, eu é que tenho a agradecer o seu post que me fez ler o artigo.
Abraço

Miss Alcor disse...

Terrível! Raios partam a indústria das drogas! Esta mundo anda de pernas para o ar!

Bernardo Moura disse...

Cara miss alcor,
é muito grave a evolução brutal e a mistura das drogas por todo o mundo. Este artigo é extremamente pertinente e pode ajudar a que muitos pais e mesmo os próprios consumidores tenham noção do tremendo perigo que é a ingestão destes. Espero sinceramente que comece a haver uma inversão do consumo de todo o tipo de drogas e que sejam feitas sensibilizações nas escolas e outros locais para que exista uma maior consciência dos consumidores e potenciais consumidores.
É um tema muito complicado.
Abraço