sexta-feira, agosto 24, 2007

Quem pediria o socorro da GNR?

QUANDO LI, na imprensa, que os "verdeufémios" se congratularam com a sua acção de destruição de milho transgénico, em Silves, reconheço que têm alguma razão para estarem satisfeitos - mas não pelos mesmos motivos...
O que sucede, é que foram muito felizes com o agricultor que lhes calhou em sorte pois, embora não sendo jovem, vê-se perfeitamente que já não é daquela geração dos que defendem a sua terra com risco da própria vida, estando perfeitamente dispostos "a desgraçarem-se" (recorrendo à violência extrema, incluindo o homicídio) em casos semelhantes.

Pelo menos, os velhos lavradores das Beiras, que eu conheço (e são muitos), só não correriam a tiros de caçadeira quem lhes desfizesse as colheitas porque são, na sua maioria, adeptos de resolver essas pendências à sacholada.
Por isso, e se valesse a pena perder algum tempo a dar conselhos a esses jovens, apenas lhes diria que não abusassem da sorte...
_
NOTA: O cartoon é da autoria de Rodrigo de Matos. Foi publicado no «Expresso-online» com o título «Milho geneticamente vandalizado», e disponibilizado pelo autor.

8 comentários:

Paulo disse...

Completamente de acordo!
Por muito menos, um tio meu que reside em Trás-os-Montes levou com uma enxada nas costas que por muito pouco não lhe perfurou um dos pulmões, o que o levaria à morte.
O que estes jovens fazem-nada fizeram é deplorável e demonstrativo da falta de respeito que reina nesta faixa etária.
Ainda por cima, não bastando as carradas de drogas e álcool que devem ter fumado na véspera, "socorreram-se" da ajuda da "malta" de fora, i.e., vieram estrangeiros ajudar à festa.
Não quero acreditar que o Dr. Francisco Louçã esteja por detrás disto tudo, porque seria então o cúmulo!
É que o "destruir tudo" para depois debater "a destruição" é horrendo!
Tenho pena que tenhamos chegado a este tipo de Estado: O Estado a que isto chegou! (já dizia O Tal da "Liberdade"...)

SILÊNCIO CULPADO disse...

É verdade que sim. Até porque violência puxa violência. Nada se resolve pela força e nenhuma visibilidade a causas pode ser feita pela negativa.
Gosto do teu espaço. Vou passando por aqui.

Carlos Medina Ribeiro disse...

A mais completa documentação sobre este assunto (incluindo bastantes opiniões de leitores) tem vindo a ser publicada no blogue ABRUPTO:

http://abrupto.blogspot.com

António Sabão disse...

Ainda não percebi puto desta merda do milho! Anda tudo ao "milho", será?
Desculpem a ignorância :(

Capitão Merda disse...

Bernardo, de que é que estava à espera desta cachopada mentalmente imberbe?
São rebeldes sem causa, senhor...

Carlos Medina Ribeiro disse...

Capitão Merda: O post não é do Bernardo, é meu.

--

António Sabão: Para esclarecimentos bastante completos, sugere-se vivamente uma visita ao blogue ABRUPTO:(http://abrupto.blogspot.com)

gasolina disse...

É uma tristeza assistir à devassa!

E a nossa história conta casos de morte por desvios de cursos de água ou disputas de uma única árvore de fruto...

Realmente ele há dias de sorte para os "maus"...

Um abraço CMR

GMaciel disse...

Long live stupidity!
Pois!
:(