quarta-feira, junho 06, 2007

Conto Erótico

É o seguinte, tem uma mina que conheci há uns meses, numa balada, e que

vinha ficando e comendo a meu bel prazer. A relação embora não fosse séria,

era bastante quente... e a gata "trepa" que é uma loucura. Assim, como é

praxe de todo putanheiro respeitável, com o tempo fui amaciando e tentando

naturalmente, comer o cuzinho dela.

Um dia, botei um dedinho, e falei que queria comer seu anelzinho de couro,

mas ela disse que tinha medo, pois tinha ouvido falar que doía muito.

Declinei e tentei convencê-la em outras vezes, mas ela nunca liberou.

Até que um dia tive um idéia que me pareceu genial!! Como o argumento dela

era que não queria dar porque tinha medo da dor, eu resolvi comprar uma

pomadinha anestésica, chamada Xylocaína, para ver se ela aceitaria passar no

tão desejável cuzinho antes da gente meter.

Então um dia, antes de pegá-la em sua casa, passei na farmácia e comprei a

tal pomada. Depois peguei a mina e, como estava meio sem grana... levei-a

para um pico aqui da minha cidade, que dá para transar no carro sossegado,

local esse onde já tínhamos ido algumas vezes.

Começamos a trepar, demos uma bem dada e na seguinte, falei que ia comer

seu cuzinho. Ela relutou novamente, mas tirei a pomada do porta luvas e ela

não teve o que falar. Eu me mantive tranqüilo e com expressão confiante!

Assim, abri o pote da pomadinha e passei com carinho na rosquetinha dela.

Lambuzei bastante minha piroca, para que ela não sentisse dor nenhuma!!!

Porém, o idiota aqui não tinha pensado que pomada iria anestesiar toda a sua

musculatura anal, e o que aconteceu?!

O esfíncter da mina relaxou!!!

Somatizando ao medo, ela perdeu totalmente o controle da trava roscal!!

Resultado. A mina começou a evacuar sem parar e não conseguia segurar a

porra da merda que saía sem parar!!! Desesperada, ela começou a gritar!

Eu fiquei assustado, de pau mole, sem saber o que fazer, vendo a mina só

cagando no banco do meu carro e o pior é que a bosta fedia pra caramba!!

Uma das piores coisas que já me aconteceram.

Foi horrível e o pior é que a mina não quis mais falar comigo e eu ainda

tive que limpar toda a bosta do meu carro sozinho, depois de levá-la em sua

casa toda emburrada!

E o maldito cheiro de merda daquela cagona não saiu até hoje!!!

Vai ter medo de dar o cu assim, na puta que los pariu. Xylocaina... nunca

mais!!!


Este conto chegou me por mail

(desconheço o autor)


10 comentários:

Miss Alcor disse...

LOL!!!!!!!!!!!!!!!!!
Tinha de acabar mal, senão não tinha piada! ihihih

Bernardo Moura disse...

Eh..Eh..!!!!
DEMAIS!!:)
Grande Barrigas!
Abraço

Ferreira dos Santos disse...

Fogo tá DEMAIS!!!

RIC disse...

Rsrsrsrs!!!
Moral da história: remédios nem sempre são o remédio...
Rsrsrsrs!!!
Abraço! :-)

Bernardo Moura disse...

É verdade!
Eh..Eh..!:)
Abraço

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Hilariante!

Bernardo Moura disse...

Olá Sofia,
já não passava cá há algum tempo, tinha saudades!
Bj

pinguim disse...

Desculpa o termo, mas "caguei-me" a rir!!!

Bernardo Moura disse...

Caro pinguim,
desculpar o quê?
:)

GMaciel disse...

Eheheheheheh...
:))))