domingo, junho 24, 2007

CONVERSAS COM... MARIA PORTO (7ªParte)


Maria Porto: é como tentei explicar no meu post
Maria Porto: que estupidez pá
Eu: enfim..é uma puta de uma mania
Maria Porto: as pessoas não se medem pelo número de fotos que saem nos media
Maria Porto: mas é assim.
Eu: as figuras que as pessoas fazem para serem reconhecidas na rua é incrível
Maria Porto: mesmo
Maria Porto: em Lisboa eu era vizinha do CC e da Vania
Eu: quem são?
Maria Porto: o gajo dos d`arrasar e a gaja das delirium
Maria Porto: eles saiam de óculos escuros no inverno
Eu: não conheço
Maria Porto: e olhavam para todos os lados á foda-se
Eu: enfim.. não entendo.
Maria Porto: nem tu nem ninguem...
Maria Porto: mas a sério, aquilo era de rir
Eu: mas tu escreveste no teu blog que gostavas de ouvir "olha, aquela é a do livro" porquê?
Eu: pelo reconhecimento literário
Eu: Mas quem lê o teu blog pode pensar que de certa forma estás a ficar como as pessoas que detestamos
Maria Porto: não não
Maria Porto: exactamente
Maria Porto: eu gosto que me digam que gostaram de ler aquilo
Maria Porto: imagina se fosses tu
Maria Porto: é fantástico, porque sinto que valeu a pena
Maria Porto: mas quem ler com atenção percebe que é tudo numa de gozo
Eu: sabes que muita gente não capta
Eu: e casca
Maria Porto: no fundo acho que a toda a gente entendeu que sou uma chavala com a mania que tem piada
Eu: eu não acho
Maria Porto: Quem não capta que se foda, eheh porque eu sou o mais normal possível
Eu: uma das razões que me fez querer conhecer-te
Maria Porto: se eu cagasse não pedia desculpas por ter falhado uma sessão de autógrafos. Vou lá voltar sexta-feira há noite, e no dia seguinte de manhã estou em Lisboa em mais autógrafos
Maria Porto: ninguem me paga as sessões, eu pago as viagens e tudo.Vou porque gosto de conhecer quem me lê
Eu: gostam de cascar com essas tretas
Maria Porto: quem pensa assim é básico
Eu: mas existem muitos básicos
Eu: demais
Maria Porto: eu não escrevo para os básicos
Eu: eu em tempos pensava que não podia ser
Maria Porto: prefiro ter poucos leitores, do que muitos... básicos
Eu: que não poderiam existir tantas pessoas "básicas" mas infelizmente há
Maria Porto: mas esses no fundo fazem o seu papel
Maria Porto: são cagões que só pensam em cona
Maria Porto: e no caso, não me importo de ganhar dimdim com eles
Eu: e não te desagrada?
Eu: ver que temos uma sociedade cheia de hipócritas e cagões?
Maria Porto: desagrada
Maria Porto: mas não sou eu que vou mudar isso
Maria Porto: escrever o livro já foi um contributo
Eu: porquê?
Maria Porto: LÊ AQUELA MERDA PORRA

2 comentários:

M&S disse...

Já te disse k estou a achar este registo muito interessante!?
Ficamos a saber um pouco sobre a tua amiga mas também muito de ti...

Bernardo Moura disse...

Sim e não.
Talvez..