sexta-feira, maio 18, 2007

Estórias...


Uma bez um gaijo pediu-me a bicla imprestada e eue impresteie e depois fiqueie sem ela.
Foie na Agrela.
U meue paie disse-me:
-Ó meue panom num sabias que ta iam gamar? Nom? Taba mais que bisto. Murcom. Agora bais andare a péê. Qué páprenderes. Óbistes.
A partire desse dia nunca mais fuie o mesmo. Nunca mais.
Crescie sempre a pensare nisto e um dia bi um chabalo com uma bicla iguale, mas igualezinha à minha e faneia. Faneia, porque cá se fazem cá se pagom como diz a minha bô. A minha bô é benhe fixe, sempre me deixou brincare à buntade. Bia-me a amandar calhaus aos outros e cenas desse género e gritaba bem alto: - Muito benhe, dá-lhes qué páprenderem a num se meter cum nós. Badios.
E eu sentia-me um beradeiro hôme. E sou um hôme, tenho 15 anus, aí! Pensas quê?
E depois deu fanar a bicla bendia au Juorge pur 40 aérios, benhe bomnhe! E já os gasteie mas benhe gastos, pensas quê? Cumprei um bolume de Águia e chicletes de mentole pó meu balhote num sentire o meue àlito e num me dare uma coça. Com a minha bô é na boa mas tenho de lhe dar um maço senom ela chiba-se, bem bou-me imbora está aí a carreira despois cuntinuo se bultares a apanhar a tua camioneta nesta parage. Fica tranquilo, qualquere coisa diz quês meu primo.Abraçom!

6 comentários:

Bia disse...

Confesso que ao início me estava a custar a entrar na língua, mas assim que percebi, foi num instante! lol

Bernardo Moura disse...

É uma experiência, não me batas!:)
LOL

lino disse...

Pelas postas de hoje, o Bernardo comeu, dormiu, passeou e depois... não fez nada, para descansar!

Bernardo Moura disse...

Caro Lino,
Não foi bem mas quase!:)
Grande abraço

filipa disse...

Eh eh, já me fartei de rir!!! ;)

Miss Alcor disse...

AHAHAHHAHAHAHAHAHAH! Simplesmente genial!
Adorei especialmente a parte da avó: Dá-lhes que é para aprenderem a não se meterem connosco! ihihihih!
Demais!