sábado, maio 26, 2007

Pratos do dia







- Nova lei nega hipótese de despedir sem justa causa. E já não era assim. Só
quem estava a trabalhar de forma ilegal é que corria este tipo de risco, posso
estar enganado.

- PS evita debate sobre Ota no Parlamento proposto por presidente da República.
Porque será?

- Porto: Freguesia da Sé ficou sem metade da população jovem em apenas 10 anos.
E a tendência é para aumentar, infelizmente.

- Taxa de juro no valor mais alto de quatro anos. Sempre a subir.

- Dadoras de óvulos recebem entre 750 e 1000 euros.

- Sondagem: Costa vence Lisboa sem maioria, Carmona em segundo. As pessoas estão
de olhos tapados?

- Acordo histórico encaminha bancários para Segurança Social.

- Islândia: Portugueses trabalham em condições «desumanas». Triste. Muito
triste.

- Helicópteros contra fogos em concurso com prazo de 24 horas. Tanto tempo?!?

- SNS: novas taxas moderadoras já renderam 3,3 milhões. Pois claro. Sempre a
encher .

- Revista Egoísta distinguida com 4 prémios no certame Papies.

- Galp e EDP com gás mais barato. Onde?

- Directora da DREN acusada de perseguição.

- José Sócrates chamado a depor no caso "saco azul" de Felgueiras. Porque razão?
Aguardemos.

- PSP: Polícia sem farda de cerimónia sem direito a Junta Médica. Não comento.

- Consumo: Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica fiscalizou 20 mil
operadores em 2006 e encerrou 560 estabelecimentos.

- Coreia do Norte: Novos exercícios com lançamentos de mísseis podem ocorrer
hoje. Aí, aí que isto não cheira nada bem.

- Venezuela: Parlamento Europeu condena decisão de presidente Chavez de não
renovar licença da RCTV. Adianta muito. Ele faz o que lhe apetece.

- Manuel Pinho: Previsões OCDE mostram que Portugal está «no bom caminho». Para
o buraco.

- EUA: Emissões de CO2 aumentaram a um ritmo alarmante. Se assinassem e
respeitassem o protocolo de Quioto tal não sucederia.

5 comentários:

Miss Alcor disse...

O engraçado nesta nova lei de trabalho é que o Primeiro, quando estava na oposição, revelou-se contra a mesma, porque segundo ele, não dignificava os trabalhadores, mas agora que está no governo e já tem de seguir os pedidos dos amigos empresários, para além de aprovar a lei, ainda a tornou pior.
Tudo em prol dos srs empresários, claro! Porque os trabalhadores só importam quando estão na oposição!

Bernardo Moura disse...

É sempre assim, infelizmente.
É triste, ninguém tem palavra.

RIC disse...

Saliento: «Sondagem: Costa vence Lisboa sem maioria, Carmona em segundo. As pessoas estão
de olhos tapados?»

Respondo: Não sem alguma maldade seria levado a pensar que, quem sabe, a maioria dos lisboetas pensará que, se tiver um trapaceiro «lá em cima», poderá continuar impune a fazer as suas trapacices também...
Maldade minha? Possível, admito...
Que tristeza!
:-)

Bernardo Moura disse...

Caro Ric,
não sei se será maldade tua ou um facto.
Abraço

Gaja Boa 1 disse...

O protocolo de Quioto é só pó Zé pobretana cumprir e pagar taxas...