sexta-feira, abril 27, 2007

Se não fosse verdade... era uma anedota

(noticia retirada do Correio Manha)

"A pequena Débora, de sete anos, é uma menina triste e envergonhada. O psicólogo que a acompanha diagnosticou-lhe uma perturbação de stress pós-traumático, consequência de ter sido atacada por um cão de raça rottweiler há um ano e meio."

E porquê?

"Débora brincava com a prima no pátio de casa quando o tio soltou o rottweiler”..." "...Débora foi mordida nas orelhas, braços e pernas."

Que se passou a seguir?

"...o Ministério Público de Sesimbra achou que não havia motivo suficiente para avançar com o caso e arquivou o processo contra o dono do cão, por considerar que Débora não devia ter brincado com a sua bola nem deveria ter gritado quando ele a “mordiscou” para a recuperar."

Ora portantos...

"...o MP considerou o cão “obediente e educado” e justificou o ataque com o facto de a menina estar a brincar com a bola. “O que determinou que o cão se tenha colocado em posição de defesa e atacado a ofendida.” "

E...

"...o arguido, Rui Júnior, disse que o cão tinha concluído um curso de obediência e que é “extremamente calmo”. “Atacou porque estava naquilo que era dele e ela tinha um brinquedo dele”, disse, ressalvando que após o ataque o cão esteve em quarentena."


Agora expliquem-me esta decisão como se eu tivesse 7 anos...

9 comentários:

Bernardo Moura disse...

Se tu tivesses 7 anos diria-te.
Não te preocupes que determinados animais selvagens não percebem o que um animal irracional e muito vilento te fez e acham que a culpa é tua mas não é.
Ferrares aos animais selvagens também não é solução e como sabes é muito dificil educar animais selvagens logo tens de "riscar" o que aconteceu com o animal irracional violento e viver uma vida pacifica sem teres qualquer tipo de ligação aos animais selvagens.

Miss Alcor disse...

Haja paciência! Deus me livre! Os tribunais estão cada vez melhores!!!!!!!!! Que raio de mundo este!
É como eu digo... é tudo uma questão de interpretação!

RIC disse...

Meu caro Bernardo, muito obrigado pelas tuas palavras de amizade!
Um grande abraço! E eu... vou aparecendo conforme vai sendo possível. Mas eu sou como as árvores, sabes? Morrerei, mas de pé!
Tudo de bom para ti. meu amigo! :-)

Bernardo Moura disse...

Caro Ric,
que conversa "..morrer de pé", animo! Tens que te animar!
Vive, calmamente e verás que tudo voltará ao normal.
Obrigado pela tua visita.
Grande abraço

filipa disse...

É dificil de entender de facto! No fundo, o tribunal atribuiu a culpa à menina... não dá para entender muito bem...

Bernardo Moura disse...

Cara Filipa,
não dá para entender, nem muito bem nem muito mal. Simplesmente não se entende.

Anónimo disse...

Uma explicação simples, singela e sem defeitos de um TRIBUNAL para simplicar o ataque (que não foi ataque)de uma criança a um cão.
Quem mandou a criança mostrar os dentes ao cão.
O JUIZ por acaso terá filhos menores ????.
touaqui42

Eduardo Ramos disse...

Desculpa!
Mas neste blog posso dizer...
...FODA-SE!!!!!

Bernardo Moura disse...

Claro que pode!
Foda-se, caralho, filho-da-puta, puta-que-o-pariu, etc...
Esteja sempre à vontade.
Afinal este bolg é o CUAOLEU UM BLOG DESPIDO, de tudo!
Abraço