segunda-feira, agosto 18, 2008

HUMM! SE CALHAR EU NÃO..

Tenho-me deparado com situações estranhas, não digo bizarras, estranhitas, vá.
Por exemplos! Ontem de manhã estava a tomar o meu, sim MEU, descafeinado e a dada altura reparei que um senhor que estava na mesa ao lado lia calmamente o jornal. Até aqui nada de estranho a não ser o facto que o jornal estava ao contrário e o homem não ia folheando o dito, ia vendo ou lendo com muita calma e fazendo expressões facias típicas de quem está muito concentrado na leitura de algo.
Outra situação. Um fulano que corria de calções e t-shirt enquanto chovia a potes. Espera, esta é comum. Esqueçam.
Ouvi há dias um marmelo a dizer que gostava muito de beber leite de boi e de comer ovos de galo.
Vi uma andorinha que voava tão desvairada que foi contra um poste.
E para finalizar, dentro dessas estranhezas estranhas o facto estranho de os dois últimos acontecimentos que relatei terem sido inventados. Bizarro, não?




23 comentários:

Salto-Alto disse...

LOL! Verdadeiras bizarrices! ;p

D.Antónia Ferreirinha disse...

Bizarro, muito bizarro.
Se eu visse desmanchar-me-ia a rir.
Beijinho.

Zé do Cão disse...

Cuaoleu. Também tenho visto, na praia é o que há mais. Desde que apareceu o fio dental.
Em vez de andorinhas se fossem morcegos, não me admirava de os ver bater com o focinho num poste telefónico. Quanto ao jornal ao contrário, existem revistas que têm paginas ao contrário. Não estaria o fulano a ver uma fotografia de rapariga e a mirar se a saia caía?

Abraços

António Sabão disse...

Noutro dia vi um porco a voar!:( O bizzaro era que ele só tinha uma perna! :-)

Bernardo Moura disse...

Salto-alto,
é verdade.É cada cena!
:)

Bernardo Moura disse...

Querida D.Antónia Ferreirinha,
isso era ser mauzinho. :)
Bj

Bernardo Moura disse...

Caro Zé do cão,
tem visto muitos cuaoleu? Que sorte! :)
Em relação ao pobre homem, ele estava a ver mesmo o jornal e não uma revista de mulheres.
Abraço

Bernardo Moura disse...

Caro Sabão,
e não te desviaste? É que o porco podia ter uma descarga intestinal e era o diabo.
:)

Ab

Capitão Merda disse...

É do LSD, Bernardo...

;)

Armindo Guimarães disse...

“E para finalizar, dentro dessas estranhezas estranhas o facto estranho de os dois últimos acontecimentos que relatei terem sido inventados. Bizarro, não?”

Por acaso eu não estranhei essas estranhezas e muito menos o facto de os dois últimos acontecimentos estranhos terem sido inventados.

É que a malta já vê tanta coisa estranha que até já nem estranha o estranho. E então, caso estranho, quiçá com saudades de estranharmos, vá de inventarmos coisas estranhas.

Estranho…

Abraços

Ah! Grande Freddie Mercury! Ele próprio um gajo estranho pra carago. Ou não?

Bernardo Moura disse...

Caro Capitão,
se calhar é!
Ab

Bernardo Moura disse...

Caro Armindo Guimarães,
não diria estranho. Diria antes que qualquer génio, neste caso da música são ou foram pessoas "diferentes", mas não estranhos no sentido lato da palavra.
Abraço

JC disse...

Coisas bizarras e estranhas é o que há mais por aí. Até há quem vá a caminhar num passeio e se distraia a olhar para onde não deve e mnda uma cabeçada num sinal de trânsito

Bernardo Moura disse...

Caro JC,
essas situações são muito frequentes! LOL
Ab

gasolina disse...

"Estou a ficar ligeiramente demente", diria Freddie. E eu aplaudo, que farta de normalidades anormais estou eu.

Um beijo. Dos normais. Um em cada bochecha, melhor dizendo. Mas dado à séria, sem aquela coisa que só faz barulho e parece que nos sopra nas orelhas.

Anónimo disse...

Situações bizarras na verdade.


Um sujeito entra num bar novo, hi-tech, e pede uma bebida. O barman é um
robô que pergunta:
- Qual o seu QI?
O homem responde:
- 150.
Então o robô serve um cocktail perfeito e inicia uma conversa sobre
aquecimento global, espiritualidade, física quântica, interdependência
ambiental, teoria das cordas, nanotecnologia e por aí.

O tipo ficou impressionado, e resolveu testar o robô. Saiu, deu uma volta e
retornou ao balcão. Novamente o robô pergunta:
- Qual o seu QI?
O homem responde:
- Deve ser uns 100.
Imediatamente o robô serve-lhe um whisky e começa a falar, agora sobre
futebol, fórmula 1, super-modelos, comidas favoritas, armas, corpo da mulher
e outros assuntos semelhantes.

O sujeito ficou abismado. Sai do bar, pára, pensa e resolve voltar e fazer
mais um teste. Novamente o robô lhe pergunta:
- Qual o seu QI?
O homem disfarça e responde:
- Uns 20, eu acho!
Então o robô lhe serve-lhe uma pinga de tinto, inclina-se no balcão e diz
bem pausadamente:
- E então meu, vamos votar no Sócrates de novo?

touaqui42

Bernardo Moura disse...

Querida Gasolina,
retribuo os beijos!
:)

Bernardo Moura disse...

Caro touaqui42,
heheheheh!
:)
Ab

BlueVelvet disse...

Pois, se calhar tu não...foste ainda de férias:)))
Beijinhos

Maria disse...

Humm ... acho que isso são efeiros do Xfiles. Vá, bá-lá, tire umas férias que isso passa ;)

Bernardo Moura disse...

Eu vou de férias na boa! A sério. Se fizerem uma "vaquinha" eu agradeço e piro-me já daqui.
:))

Mazé Silva disse...

Interessante esse texto e mais ainda o comentário do meu amigo Armindo Guimarães, bem elaborado como sempre.

Gosto também dos comentários do Bernardo.

Que tal Armindo e Bernardo que dizem não terem bons dotes para a poesia, apesar de gostarem de ler uma bela, juntos ciarem uma com o tema " Estranho e Estranheza " ?

Seria o delírio, esses dois meninos cômicos.

Seria um pre-inínicio para lançarem-se na poesia. Pensando bem, no fundo vocês dois são dois grandes poetas.

Beijos!!!

Mazé Silva

Bernardo Moura disse...

Mazé Silva,
é um longo caminho a percorrer. Fazer um poema não é nada facil, muito menos ser poeta. Mas vai-se tentando escrever algo parecido. :)

Bjs