sábado, novembro 10, 2007

POST ABERTO!

ESPAÇO ABERTO!

VALE TUDO!

MENOS PONTAPÉS NOS T..!:)

4 comentários:

GMaciel disse...

Tratado de TAUTOLOGIA

Nota: Tautologia são os vícios da linguagem, aquelas expressões que se usam para dizer o mesmo mas de outra forma na mesma frase. São muito comuns até por quem devia saber que são erros crassos (entre parêntesis o que está a mais). Ora confiram lá:

- elo (de ligação) ; conhecem algum elo que não seja de ligação?

- acabamento (final) ; aí está uma novidade, parece que se pode ter um acabamento no princípio ou a meio.

- certeza (absoluta) ; ou se tem ou não se tem a certeza, não é?

- quantia (exacta) ; este deve ter tido origem nos políticos porque com eles as quantias nunca são "exactamente" as que conhecemos.

- nos dias 8, 9 e 10, (inclusive) ; inclusive, não vão pensar que 8 e 10 são simples balizas e que a 9 é que a coisa acontece. :(

- juntamente (com) ; quiçá porque quem o diz acredita que pode ser juntamente sem...

- (expressamente) proibido ; talvez porque hajam proibições não expressas, hein?

- em duas metades (iguais) ; cruzes, imaginam duas metades desiguais?

- sintomas (indicativos) ; pois, geralmente os sintomas de uma doença já a indicam, não é assim???

- há anos (atrás) ; esta vê-se a rodos, até já a ouvi e li de professores, ah pois é!

- vereador (da cidade) ; percebam de uma vez por todas que vereador é um cargo do município, por isso mesmo é "da cidade".

- (outra) alternativa ; independentemente das alternativas, a palavra "outra" é perfeitamente dispensável.

- detalhes (minuciosos) ; caroço, o que são detalhes se não a descrição minuciosa de algo???

- a razão é (porque) : porque razão é suficiente, entendido?

- anexo (junto) à carta ; eheheh, esta também é muito comum mas imaginem anexar fora da carta... pois!

- de sua (livre) escolha ; desnecessário porque uma escolha pessoal implica a liberdade de a ter (pelo menos até ver onde pára o novo socialismo, né?)

- superávit (positivo) : porque se for negativo não é superavit, é défice... como o que nós temos e não paramos de pagar.

- (todos) foram unânimes ; esta é evidente, não? Se há unanimidade é porque todos votaram no mesmo sentido... ou não?

- conviver (junto) ; será que alguém consegue conviver com alguém no outro lado do mar? E não, não vale falar da internet porque isso é um convívio virtual.

- facto (real) ; se é um facto não é uma suposição ou uma ficção, pois não?

- encarar (de frente) ; porque há quem "encare" de costas??? hummm...

- multidão (de pessoas) ; se calhar há quem desconheça os vários substântivos colectivos e diga uma multidão de vacas, de peixes, etc, etc, etc.

- amanhecer (o dia) ; obviamente porque a noite não amanhece, bolas.

- criação (nova) ; se se cria algo é porque esse algo não existia ainda.

- retornar (de novo) ; preciso explicar???

- empréstimo (temporário) ; é um erro mas, infelizmente, para alguns um empréstimo torna-se mesmo definitivo.

- surpresa (inesperada) ; e há surpresas esperadas, meu??? Ou é surpresa ou não é!

- escolha (opcional) ; lá está, uma escolha é sempre uma opção, para quê juntar as duas???

- planear (antecipadamente) ; pois, não dá muito jeito planear depois das coisas acontecerem, pois não?

- abertura (inaugural) ; esta alguns jornalistas adoram. Se é abertura, é uma inauguração, suas bestas.

- continua (a permanecer) ; é quase do género, "eu vi-te tu a ti". pois. :(

- a última versão (definitiva) ; meus caros, quando é a última, é porque não haverá mais alguma, ou seja, é definitiva.

- possivelmente (poderá ocorrer) ; possivelmente ocorrerá, é o correcto, para quê complicar?

- comparecer (em pessoa) ; porque pode enviar a fotografia ou fazer-se representar? Não, não e não. experimentem comparecer ao tribunal por interposta pessoa.
:)

- gritar (bem alto) ; em contrapartida, pode sempre gritar baixinho. :(

- propriedade (característica) ; a não ser que estejamos a falar de propriedades imobiliárias, não precisamos de usar a palavra características, porque ambas querem dizer o mesmo.

- demasiadamente (excessivo) : caroço, esta é tão redondamente estúpida que não vale a pena explicar o óbvio.

- a seu critério (pessoal) ; meu, ou é a "seu" /dele critério, ou não é.

- exceder (em muito) ; pode-se exceder em pouco? Claro, mas excesso é sempre excesso, não precisa de medida.

Agora tenham atenção ao que dizem e, especialmente, ao que escrevem.
:)

Ad astra disse...

loucamente Louco :)!!!
Gostei!

António Sabão disse...

Estava um ladrão a roubar gasolina quando o dono do carro aparece e diz:
- É preciso ter lata!!
O ladrão responde:
- E mangueira também.
Abraço

Bernardo Moura disse...

Quatro amigos encontraram-se uma festa, após trinta anos sem se verem.
Uns copos daqui, conversa de lá e de cá até que um deles resolve ir à
casa de banho. Os que ficaram, começam a falar sobre os filhos.

O primeiro diz:

- O meu filho é o meu orgulho! Ele começou a trabalhar como paquete
numa empresa, estudou, formou-se em Administração, foi promovido a
gerente da empresa, e hoje ele é o Presidente. Ele ficou tão rico, tão
rico, que no aniversário de um amigo ele deu-lhe um Mercedes novinho.

O outro disse:

- Que maravilha! Mas o meu filho também é motivo de orgulho. Ele
começou a trabalhar a entregar passagens. Estudou e tornou-se piloto.
Foi trabalhar numa grande companhia aérea. Resolveu entrar de
sociedade da empresa, e hoje ele é o dono! Ele ficou tão rico que no
aniversário de um amigo ele deu-lhe um 737 de presente!

O terceiro falou:

- Estão ambos de parabéns! Mas o meu filho também ficou muito rico.
Ele estudou, formou-se em engenharia, abriu uma construtora e deu-se
tão bem que ficou milionário. Ele também deu um presente para um amigo
que
fez anos há pouco tempo. Ele construiu-lhe uma casa de 500m2!

O quarto amigo que entretanto chega da casa de banho, perguntou:

- Qual é o assunto?!?

- Estamos a falar do orgulho que temos dos nossos filhos. E o seu? O
que é que ele faz?

- O meu filho é "gay", ganha a vida a fazer programas.

E os amigos disseram:

- Fogo, que decepção...

E ele respondeu:

- Qual quê... ele é o meu orgulho, é um grande sortudo! Sabem que no
último aniversário, ele recebeu uma casa com 500m2, um avião 737 e um
Mercedes, tudo presentes de três "bichonas" que ele anda a comer!!