terça-feira, junho 13, 2006

Filosofia de vida















Um professor diante da sua turma de filosofia, sem dizer uma palavra pegou num frasco grande e vazio , e começou a enchê-lo com bolas de golfe. A seguir perguntou aos estudantes se o frasco estava cheio. Todos estiveram de acordo em dizer que "sim".
O professor tomou então uma caixa de fósforos e a vazou dentro do tal frasco.
Os fósforos preencheram os espaços vazios entre as bolas de golfe.
O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a responder que "Sim".
Logo, o professor pegou uma caixa de areia e a vazou dentro do frasco.
Obviamente que a areia encheu todos os espaços vazios e o prof. questionou novamente se o frasco estava cheio.
Os alunos responderam-lhe com um "Sim" retumbante.
O professor em seguida adicionou duas chávenas de café ao conteúdo do frasco e preencheu todos os espaços vazios entre a areia.
Os estudantes riram-se nesta ocasião. Quando os risos terminaram, o professor comentou:
"Quero que percebam que este frasco é a vida.
As bolas de golfe são as coisas importantes, a família, os filhos, a saúde, a alegria, os amigos, as coisas que vos apaixonam. São coisas que mesmo que perdêssemos tudo o resto, a nossa vida ainda estaria cheia.
Os fósforos são outras coisas importantes, como o trabalho,a casa, o carro etc. A areia é tudo o resto, as pequenas coisas. "Se primeiro colocamos a areia no frasco, não haverá espaço para os fósforos, nem para as bolas de golfe. O mesmo ocorre com a vida.
Se gastamos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teremos lugar para as coisas que realmente são importantes. Presta atenção às coisas que realmente importam. Estabelece as tuas prioridades, e o resto é só areia."
Um dos estudantes levantou a mão e perguntou: - Então e o que representa o café? O professor sorriu e disse: " Ainda bem que perguntas! Isso é só para lhes mostrar que por mais ocupada que a vossa vida possa parecer, sempre há lugar para tomar um café com um amigo. ".

(enviado por ?..)

Considero esta última resposta uma grande verdade. Quando temos amigos, não me refiro a conhecidos que esses temos muitos, amigos mesmo esses jamais deixam de ter tempo para "tomar um café" e de estarem presentes nas alturas boas e más.

2 comentários:

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

A falta de tempo...Já tou farto dessa mesma hístória! Não tenho tempo para isto, para aquilo...
Um mal da nossa sociedade actual!

Bernardo Moura disse...

É sem dúvida um mal da nossa sociedade actual!