sexta-feira, dezembro 29, 2006

Justiça portuguesa.


"O Supremo Tribunal de Justiça decidiu de forma totalmente diferente dois recursos de dois arguidos apresentados no âmbito de um mesmo processo. Em causa estavam dois pedidos de libertação imediata (designados "habeas corpus") dirigidos aos juízes conselheiros por alegadas detenções ilegais. A um dos suspeitos foi dada razão e já foi ordenado o fim da prisão preventiva; ao outro foi negada a liberdade."

(Fonte: J.N.)

Com estas atitudes judiciais como é que se pode ter confiança na justiça portuguesa?

Alguém têm?

2 comentários:

js disse...

...a justiça nacional age de olhos vendados...como poderá ela fazer alguma coisa de jeito?...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt

Bernardo Moura disse...

Se calhar tirando-lhe a "venda" dos olhos!