segunda-feira, janeiro 30, 2006

1 comentário:

Bernardo Moura disse...

Sábias palavras, meu caro!