quinta-feira, março 28, 2013

VAMOS PARA AQUI OU PARA ALI?




Que tempos são estes que atravessamos? Alguém se atreve a dar-lhe um nome? Eu não. Não porque seria tão feio que arrepiava qualquer um.

                Questiono-me tanto: “ Como é que aguentamos esta fraca gente? Porque não os tiramos de lá? Afinal de contas quem manda no seu país? Um número infemo de paquidérmes ou um número substâncial de nativos com dois dedos de testa?”.

                Tudo o que tem sido feito, tanto a nível nacional como internacional, é reles demais. As pessoas que comandam as sociedades do continente europeu são abutres canibais. Apenas se dedicam a sugar,comer,devorar tudo o que os rodeia. Os seus descendentes estão a salvo e é o que lhes interessa, de resto o planeta pode estar na mais profunda das pobrezas que eles ainda se congratulam, riem alto e gozam por terem conquistado tudo roubando nas barbas de todos, como heroís.

                Intriga-me principalmente o governo Alemão. Os alemães tal como os portugueses, espanhois, italianos e etc.. não têm culpa do que as pessoas que estão nos seus governos resolveram fazer. Eu vejo assim porque eu não tenho culpa nenhuma do que o governo português anda a fazer logo muita da população dos paises que mencionei também não.

Falo na Alemanha porque foi por causa da Alemanha que houve a 1ª Guerra Mundial e todas as dívidas lhes foram perdoadas. A 2ªGuerra Mundial foi provocada pela Alemanha e no fim todas as dividas foram perdoadas. Agora nesta 3ºGuerra Mundial (a grande diferença nesta 3ª é que não é bélica) a Alemanha não perdoa um cêntimo a nenhum país, o seu governo quer e vai mandando na Europa e nenhum governante seja ele português, espanhol ou outro qualquer aviva a memória deles. É triste.

                A partir de ontem passamos a ter um novo comentador politico que vai andar a disparar para todos os lados para que o povo português passe a ter pena dele e quem sabe ainda o venha a eleger novamente.

                Amanhã vamos tentar saber por onde andam 50 mil milhões de euros que desapareceram misteriosamente em Portugal..



2 comentários:

Isabel disse...

Não será que neste momento a sensação que temos é que não vamos para lado nenhum? Deve haver um limite para a paciência dos portugueses, mas está a revelar-se enorme. Talvez tenha a ver com a falta de memória que também se mostra imensa. Se não nos lembramos então é como se estivessemos sempre a recomeçar.O que explica porque andamos às voltas...

Sofia Formozem disse...

compreendo a t mensagem, m filho, estamos assim...bjisss